fbpx

Simulado sobre Celson Vasconcelos

Vamos à luta. Mais um simulado para Concurso pedagogia e demais professores que precisam estudar sobre Conhecimentos pedagógicos. Hoje sobre Celson Vasconcelos. Muitos concursos definem quais autores devem ser estudados. E se o seu edital cobrou Celson Vasconcelos você poderá responder as questões abaixo para verificar sua aprendizagem a respeito dos pensamentos desse autor.

Baixar em PDF

Conheça o material de Conhecimentos Pedagógicos mais utilizado pelos professores: Acesse: https://questoesconcursopedagogia.com.br/mais1200questoes/

Simulado sobre Celson Vasconcelos
1. “Há a demanda pela definição do papel do coordenador pedagógico; certamente esta busca reflete o desejo de redefinição da atuação do profissional.” (VASCONCELOS, Celso dos Santos. Coordenação do trabalho pedagógico: do projeto político-pedagógico ao cotidiano da sala de aula. São Paulo: Libertad, 2002, p. 86)
Concordando com o autor acima, numa perspectiva de educação emancipatória, assinale abaixo a principal função da coordenação pedagógica.
a) Fiscalizar os professores no cumprimento das tarefas geradas pela direção.
b) Articular o Projeto Político-Pedagógico da instituição no campo pedagógico.
c) Auxiliar a direção e a secretaria na organização administrativa da instituição educacional.
d) Substituir os professores em caso de faltas viabilizando o cumprimento do calendário escolar.
e) Orientar com técnicas pedagógicas os docentes e funcionários na ausência da direção.

2. Leia o trecho abaixo.

“Às vezes, há uma tentação enorme de ficar gastando tempo com problemas menores, quase sempre da esfera administrativa ou burocrática. Justamente por isso é tão importante planejar o planejamento.”

Celso Vasconcelos.

Planejar é antecipar ações para atingir certos objetivos, que vêm de necessidades criadas por determinada realidade e, sobretudo, agir de acordo com essas ideias antecipadas. Existem dimensões básicas que precisam ser consideradas no planejamento, entre as quais,
a) a utopia, o sonho de uma educação de qualidade. O planejamento expressa o desejado e não o momento da realidade. A humanidade precisa ter sonhos para suportar os desafios.
b) a realidade, a finalidade e o plano de ação. O plano de ação pode ser fruto da tensão entre a realidade e a finalidade ou o desejo da equipe.
c) a avaliação do ano anterior focando os problemas e aspectos negativos ocorridos, ou seja, os fracassos e as ameaças presentes na instituição e o diagnóstico da realidade escolar. A avaliação é o instrumento que aponta de fato qual é a realidade do trabalho escolar.
d) o sistema de acompanhamento ou monitoramento e controle. O planejamento em si é um instrumento burocrático e autoritário. O planejamento é uma arma que se volta contra o professor porque o que ele disser ou alguém disser por ele que vai ser feito tem que ser cumprido. Caso contrário, ele foi incompetente, e nem sempre conseguimos fazer o que planejamos, por diversas razões, inclusive por falha nossa, mas não unicamente por isso.
e) a avaliação do ano anterior e sistema de acompanhamento e controle.

3. Celso Vasconcelos (2003) postula que avaliar aprendizagens é um sério problema educacional que nos persegue há muito tempo. Relata que, desde a década de 1960, a grande crítica sobre o modo pelo qual as avaliações são realizadas são os enormes estragos feitos pela prática classificatória e excludente. Segundo o autor, recentemente, a avaliação está também em pauta como decorrência das várias iniciativas tomadas por mantenedoras, públicas ou privadas, no sentido de reverter o quadro de fracasso escolar. Dentre as direções citadas pelo autor para que as mudanças em relação à avaliação ocorram, estão as seguintes:
a) o fortalecimento: que significa a valorização das práticas inovadoras existentes para que não sejam repetitivas; o avanço: que visa à criação de novas práticas; e a crítica: que visa a exterminar a presença e influência da avaliação tradicional.
b) o fortalecimento: que significa a valorização das práticas inovadoras existentes para que não sejam efêmeras; o avanço: que visa à criação de novas práticas; e a crítica: que visa a regulamentar a presença e influência da avaliação tradicional.
c) o fortalecimento: que significa a valorização das práticas inovadoras existentes; o avanço: que visa à criação de leis que visem à melhoria no modo de avaliar; e a crítica: que visa a substituir a avaliação tradicional.
d) o fortalecimento: que significa a valorização das práticas inovadoras existentes para que não sejam efêmeras; o avanço: que visa à criação de novas práticas; e a crítica: que visa a não se baixar a guarda em relação à presença e influência da avaliação tradicional.
e) o fortalecimento: que significa a valorização das práticas existentes revisadas; o avanço: que visa à criação de regulamentações e sanções; e a crítica: que visa a exterminar a avaliação tradicional.

4. Analise as afirmativas, a seguir, a respeito dos fragmentos extraídos da obra de Vasconcelos (2002), que aborda sobre a gestão do Projeto Escolar e marque (V) para verdadeiro ou (F) para falso.
( ) O projeto deve dar a base da tranquilidade, as condições para administrar o cotidiano, liberando espaço para a criatividade, e o que se planeja é o mínimo que se espera.
( ) Excetuando os casos em que há nítida interferência externa, tenderíamos a dizer que se foi planejado e não está acontecendo é porque não foi bem planejado, tem falha na elaboração do mesmo.
( ) Compete à equipe diretiva assumir o papel de guardiã do projeto, ou seja, sendo responsável pelo cumprimento de sua programação.
A sequência correta é
a) F, V, V.
b) F, F, F.
c) V, F, V.
d) F, F, V.
e) V, V, F.

5. De acordo com Celso Vasconcelos (1998) há uma dificuldade no avanço das práticas de avaliação na escola, uma vez que para favorecer a mudança é importante a tomada de consciência das contradições entre nossas representações e prática individual, coletiva e institucionalmente consideradas.

Algumas dessas contradições chegam a assustar pelo grau de naturalidade em que se dão:

“Aceitamos o discurso da avaliação como diagnóstico e:
… não nos incomodamos com o índices de reprovação de 20%,
30%, 40% logo na 1° série do Ensino Fundamental.
… consideramos que a reprovação é válida, pois, entre outras
coisas, é a forma de manter a qualidade de ensino…
… afirmamos que a função da avaliação é verificar se o aluno
aprendeu ou se os objetivos foram atingidos”.
“Aceitamos o discurso da Avaliação Processual e…
… trabalhamos com semana de provas sem a menor crise…
… trabalhamos como uma metodologia meramente expositiva”.

O que explicaria tais contradições?

Analise as afirmativas abaixo, assinalando (V) para verdadeira e (F) para falsa:

( ) O professor pode ainda não estar consciente da importância de assumir novas concepções.
( ) O professor reconhece a importância da avaliação processual, mas não consegue fazer a transposição didática.
( ) O professor entende que essas concepções não são aplicáveis na prática.
( ) A escola nem sempre oferece ao professor acompanhamento pedagógico efetivo o que favoreceria uma reflexão crítica sobre sua prática e as orientações para a incorporação de novos paradigmas.
( ) O professor considera que não tem condições de realizar a avaliação processual devido à dificuldade de introduzir mudanças diante dos princípios que orientam a proposta pedagógica da escola.

A seqüência correta é:
a) VVFVV
b) FVFVF
c) VVVVV
d) FFVVF
e) VFFVV

1.B
2.B
3.D
4.E
5.C

1 comentário em “Simulado sobre Celson Vasconcelos”

Deixe um comentário


MILHARES DE QUESTÕES
(POR ASSUNTO)